Inclusão Digital – debate entre grupo Totonho e os Cabra e deputados Rômulo Gouveia (PSDB-PB) e Rodrigo Baggio (CDI)

O desafio da inclusão digital é o tema da próxima edição do Câmara Ligada, que estréia domingo (15), às 22h, na TV Câmara. O programa de auditório voltado para os jovens das periferias das grandes cidades terá como convidados o grupo Totonho e os Cabra, o deputado federal Rômulo Gouveia (PSDB-PB) e o diretor executivo do Comitê para a Democratização da Informática (CDI) Rodrigo Baggio.

Eles vão discutir formas para reduzir a exclusão digital com estudantes do Colégio JK (do Guará, cidade-satélite de Brasília), alunos de Escolas de Informática e Cidadania (EIC); unidades CDI de Sobradinho; Ong Cata-Ventos Juventude e Cidadania; Casa de Estevão; e cooperativa de catadores de lixo 100 Dimensão (da periferia do Distrito Federal).

O deputado Rômulo Gouveia (PSDB-PB) está em seu primeiro mandato, já foi presidente da Assembléia Legislativa e governador interino da Paraíba. Atualmente é membro da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática – que trata, entre outras, da questão da inclusão digital.

O grupo Totonho e os Cabra foi criado por Totonho, compositor, produtor e cantor. Já gravou dois álbuns: o primeiro, com nome homônimo: “Totonho e os Cabra”, em 1999, e o mais recente, “Sabotador de Satélite”. Em uma de suas músicas, “Tudo pra ser feliz”, a letra toca, justamente, no tema da inclusão digital quando diz: ” A Bela acha que a vida fica mais bela com o computador e também acha que a favela mudou…”

Rodrigo Baggio é o criador do Comitê para Democratização da Informática (CDI), fundado em 1995, no Rio de Janeiro, quando foi criada a primeira Escola de Informática e Cidadania (EIC), na favela Santa Marta. Desde o início, o trabalho ficou marcado com a característica de levar, por meio da informática, programas educacionais e profissionalizantes às comunidades menos favorecidas. Hoje, o CDI está presente em 19 estados, em países da América Latina e no Caribe. Em sete anos de existência, o Comitê conta com uma rede de 403 EICs em todo o país, além de 33 no exterior. Ao todo, já capacitou mais de 195 mil crianças, jovens e adultos em Informática e Cidadania.