Karina Buhr

Imagem

Karina Buhr afinou o debate sobre Megaeventos com músicas carregadas de rock, brasilidade e sotaque. Além de cantora e compositora, Karina também é ilustradora e atriz. Participou da montagem de Os Sertões, com turnê por diversas cidades, de Quixeramobim a Berlim. Assim, Karina trouxe para o palco performances que não se vê habitualmente nos shows de outras cantoras brasileiras. Nas palavras do colunista Maurício Ângelo, “corre, gira, dança, provoca, roda o microfone, senta, deita, grita, lê cada música”.

A cantora figurou entre os “Top 10” da Revista Rolling Stone em 2010 e 2011 e já recebeu diversos prêmios pela trajetória de sua carreira, dentre eles o de “melhor cantora” no Prêmio Música Digital e “melhor trilha sonora” no 45º Festival de Brasília de Cinema Brasileiro. Já foi indicada no VMB a “artista revelação”, “melhor disco” “melhor música” e “melhor artista”, além de ser citada na MTV norte-americana como “uma Patti Smith com olhos pintados e um monte de cultura brasileira a seu dispor”.

No Câmara Ligada, Karina também deu suas opiniões sobre os megaeventos e participou do debate com sacadas bem legais. Após ouvirmos o que os deputados têm a dizer sobre o tema no VT Fala Deputado, Karina disse: “Tem que ter cuidado para não ficar no raso e numa histeria coletiva de ‘estamos indignados‘.  Várias dessas pessoas falaram mal da FIFA e da Copa como se fossem muito preocupados, antes disso, com educação, com saúde ou com o que quer que fosse.