Câmara Ligada debate sobre a violência entre os jovens

Recentemente, vimos casos de agressão como o do estudante Vitor Cunha, que foi espancado depois de tentar defender um morador de rua, no Rio; ou da garota Rhanna Diógenes, agredida em Natal, que teve o braço quebrado depois de recusar um beijo em uma boate.

Por que a tolerância dos jovens parece tão reduzida? Por que eles fazem uso da força em vez de resolver as diferenças na base da conversa? Por que os preconceitos são levados aos extremos, chegando ao ponto de por em risco a vida de outras pessoas? É uma questão somente dessa fase da vida ou revela problemas culturais? A agressividade e a violência são diferentes entre meninos de classes sociais ou escolaridades diferentes? O Câmara Ligada levou essas e outras questões para debate.

Participam o psicólogo Gilberto Mattje, autor do livro “Tosco”, que tem sido adotado com sucesso em escolas de Ensino Fundamental e Ensino Médio; o estudante de Sociologia David Veja, que também publicou um livro sobre jovens violentos: “Cadarços Brancos”; a deputada federal Teresa Surita (PMDB-RR), que fala sobre os projetos que acompanhou em Boa Vista (Roraima) na época em que foi prefeita da cidade. E ainda a banda Sabonetes, formada em Curitiba/PR, que também conta histórias das suas turnês. A banda é composta por Artur Roman (vocais e guitarra), João Davi (baixo), Alexandre Caja Guedes (bateria) e Wonder Bettin (guitarra).

Bloco 1 (download)

Bloco 2 (download)

* link alternativo para visualização: Youtube