Movimento Black-power e estética negra

A escravidão impôs à força a cultura, a religião e os padrões estéticos do branco. Ainda hoje esses padrões são repetidos pela publicidade. A partir da década de 60 surgiu nos Estados Unidos o movimento “negro é lindo”, que buscava valorizar as características do corpo negro.

Para copiar a reportagem para o seu computador: TV Câmara