Resumo do segundo bloco

Antes de entrar o segundo bloco, GOG pede para poder interagir mais com o público e andar no meio das cadeiras. Tambem conta a história da música “Brasil com P” que surgiu da cultura de escrever o nome do nosso país com Z, daí ele criou o Brasil com P de Periferia, de Povo, de Pobre…Mil palavras em uma música e, incrivelmente, todas começando com a letra “p” e colocadas de forma que fazem sentido. Uma verdadeira poesia e, com certeza, deve ter sido muito dificil de ser escrita.
O Monge Sato entra no palco com o seu manto cheio de cor, totalmente a caratér. O deputado Mannato e o antropológo sentam nos puffs e acompanhamos a reportagem. Afinal, o que é um Estado laico? Será que nosso país sabe respeitar todas as religiões do nosso país? Por que, por muito tempo, as escolas só ensinavam o catolicismo? O deputado Mannato (PDT), que é evangélico, aprova a forma que é aplicada hoje. Já o antropólogo se preocupa com o ensino religioso dado na escola, pois pode ser preconceituoso e não atende todas as religiões. Monge Sato reconhece que nossa diversidade cultural e religiosa é muito vasta, mas a religião deve ser uma grande preocupação, pois a construção moral do jovem também é influenciada pela religião.
De acordo com GOG, a maioria das pessoas nascem em lares católicos, mas só conhecem a própria religião muitos anos depois. Ele acha que o Estado laico é uma evolução do pensamento humano, lembramos a Idade Média, em que as pessoas eram obrigadas a seguir todos os dogmas pregados pela igreja católica. Na platéia é levantado um assunto muito polêmico, o da menina que abortou aos 9 anos de idade e os médicos foram excomungados.
No budismo, de acordo com o monge, o aborto é uma decisão pessoal, a pessoa não é julgada se é boa ou ruim por praticar um ato como esse. O deputado, médico, é contra o aborto, mas apoia os médicos pela menina ter corrido risco de vida. Já o rap não apoia a decisão da Igreja Católica. O aborto pode ser feito em dois casos: risco de vida ou estupro, e a menina estava dentro dos dois casos.
INTERVALO COM MUITO RITMO!!

Postado por: Clara Vieira